Um surfista paralisado da Flórida encontra sua própria ‘onda perfeita’

Para o engenheiro Matt Bellina, de Cocoa Beach, Fla., surfar na onda perfeita era uma missão em grupo.

Mais de 15 amigos se reuniram em Cocoa Beach, na Flórida, em uma manhã de sábado neste verão. A tarefa deles? Levar Bellina de 40 anos de volta ao surfe aquático.

Não foi fácil. No Memorial Day, 2014, Bellina quebrou o pescoço, enquanto deslizava de cabeça para baixo de um toboágua e em uma parede inflável.

Bellina quebrou a vértebra C4 e danificou o nervo cervical. Ele é um dos cerca de 17.000 americanos a cada ano que sofrem uma lesão na medula espinhal e vivem. Bellina não pode andar, e tem movimento limitado no braço.

Mas, apesar das probabilidades, ele queria surfar novamente, e seus amigos queriam ajudar. Eles içaram Bellina de uma cadeira de rodas alugada de praia para um veleiro que tinha sido modificado com um assento de caiaque. Com quatro pessoas de cada lado, eles remaram Bellina para o Atlântico.

Amigos de longa data, colegas de trabalho e familiares se posicionaram estrategicamente na água para resgatar Bellina se ele perdesse o equilíbrio e caísse fora do tabuleiro.

Embora ele usasse um colete salva-vidas, havia um elemento de perigo: por causa de sua lesão, Bellina não consegue segurar a respiração por muito tempo. Se ele escorregasse, teriam que levantar a cabeça dele acima da água rápido.

E foi exatamente o que aconteceu na primeira onda. Quando Bellina decolou, sentado na cadeira de caiaque, ele perdeu o equilíbrio e caiu para um lado – basicamente caindo nos braços de um amigo, mas ainda sendo mergulhado debaixo d’água.

A equipe rapidamente acertou Bellina, e içado-o para outra tentativa. Desta vez, o surfista tentou deitar de costas e fazer seus amigos empurrá-lo para uma onda.

Eles soltaram – e funcionou! Bellina estava surfando de novo. Ele cruzou a água, sorrindo de orelha a orelha, enquanto sua multidão de amigos aplaudia. Ele pegou mais dois passeios antes de fazer uma pausa.

De volta à areia, Bellina foi içada de volta na cadeira de rodas e tomou um gole de água doce. Como ele se sentiu?

“Tão bom, tão bom”, disse ele, com um sorriso. “Isso foi assassino.”

Bellina mora em um condomínio na praia, mas estar na água é outra coisa.

“Sinto que estou em casa”, disse ele. “Eu cresci aqui, mas eu vivi em vários lugares diferentes. E estar no oceano sempre foi como voltar para casa. É assim que parece. Parece que finalmente posso ser eu mesmo, mesmo que por alguns segundos.

Evidências de pesquisa mostram que a atividade física vem com uma série de benefícios para aqueles com lesões na medula espinhal, disse o Dr. Santhosh Thomas no Cleveland Clinic Center for Spine Health. E como a experiência de Bellina demonstra, os benefícios vão além de quaisquer ganhos físicos.

“É sempre bom ter… as pessoas voltam às atividades quase normais que gostam, disse Thomas, acrescentando que “com a tetraplegia, você precisa de um sistema de suporte muito bom para chegar a esse nível”.

A dor física da lesão pode ser tratada, disse Thomas. Mas feridas emocionais podem ser mais difíceis de lidar.

“Muitos jovens adultos que são vítimas dessas lesões na medula espinhal estão devastados”, disse Thomas. “E levá-los de volta às atividades que eles desfrutaram antes da lesão quase certamente tem efeitos positivos.”

Ele pode construir amizades, disse ele, e ajudar com o condicionamento cardíaco, prevenir a perda óssea, aumentar a energia e ajudar com a autoimagem. Recuperar um pouco de domínio físico pode ajudar com a ansiedade e a depressão que são comuns após lesões na medula espinhal.

Tracy Farrell, vice-presidente executiva de saúde física e bem-estar no projeto Wounded Warrior,disse que a alegria que Bellina experimentou ao voltar à água é o tipo de coisa que ela vê o tempo todo entre veteranos lesionados que praticam esportes adaptativos.

“Você pode olhar para estudos que dizem que a saúde física e o bem-estar físico impactam a depressão, impactam o TEPT, impactam as habilidades cognitivas”, disse ela. “Então, de qualquer maneira que possamos fazer com que os indivíduos se movam novamente após uma lesão, melhor será sua saúde emocional geral.”

Ser capaz de voltar a uma atividade muito amada pode ser motivador — e transformador – de outras formas, também, disse ela.

“Quando as pessoas se atingem à mentalidade de ‘é assim que o resto da minha vida será’, se você puder desafiá-las a alcançar algum tipo de mobilidade física novamente, muitas se esforçarão e alcançarão esse desafio”, disse Farrell. “E a água é um lugar feliz para muitos.”

Locação de cadeira de rodas no RJ para surfista

Se você quer saber mais sobre aluguel de cadeira de rodas no Rio de Janeiro, basta acessar o site https://melhordorio.com/aluguel-cadeira-de-rodas-rj/

Benefícios do massageador para saúde dos atletas

Muitas pessoas tem preconceito com massageadores. Ainda que nunca tenham usado, quem reclama destes produtos costuma dizer que eles não cumprem o que prometem. Mas afinal, qual a função de um massageador e por que ter um aparelho desses é importante para você?

MASSAGEADOR
Massageadores

Vantagens para a saúde
Um bom massageador oferece uma série de benefícios à saúde quando usado da forma correta. Por isso não espere resultados positivos se usar apenas quinze minutos do produto em uma semana.


O objetivo dos massageadores é simular aquela massagem real e profissional que você infelizmente não pode ter. Entre muitas das suas vantagens está aliviar as tensões do dia a dia, relaxar a musculatura e até mesmo melhorar a qualidade do seu sono.


Por isso se você ainda tem desconfiança sobre a utilidade dos massageadores, não terá mais ao final deste artigo. Confira todos os benefícios desses aparelhos abaixo e surpreenda-se com tudo que eles podem fazer por você.


Aliviam tensões emocionais
Quem já passou por uma sessão de massagem sabe o quanto isso é benéfico para o nosso emocional. Nós relaxamos não apenas o corpo e toda a parte física, mas também a mente, o cérebro e tudo que envolve a emoção.


Os massageadores, portanto, são capazes de fornecer o mesmo efeito que uma massagem realizada por mãos humanas. Usados de modo correto, eles ajudam a liberar mais serotonina, neurotransmissor que nos dá maior sensação de felicidade.


Podemos dizer dessa forma que o massageador elétrico também reduz a ansiedade. Pessoas que sofrem da doença costumam ter taquicardia, ataques de pânico, alteração na respiração, entre outros problemas.


A massagem é muito eficiente na diminuição da ansiedade e do estresse. Alguns minutos de uso do massageador todos os dias, principalmente se você estiver em momento muito ansioso, vai lhe ajudar a relaxar. Concentrar-se na própria respiração nessas horas é fundamental.


Podem ajudar a emagrecer
Acredite ou não, os aparelhos massageadores são bons auxiliares no processo de emagrecimento. Isso porque a automassagem é eficiente para reduzir a retenção de líquidos, que ocorre quando não ingerimos líquidos saudáveis, como água.


Além disso, fazer movimentos circulares com um massageador do umbigo à virilha pode ajudar a quebrar moléculas de gordura da região abdominal. Mas isso só será eficaz se você estiver em uma dieta equilibrada.


Evitam o surgimento de varizes
As varizes são um problema para pessoas de várias idades, não sendo uma questão a se preocupar apenas se você estiver em uma idade mais avançada. Elas doem, causam desconforto e interferem de forma estética no seu corpo.


Como se sabe, as varizes são resultado de um problema circulatório. O uso de um massageador é, portanto, de grande utilidade nesses casos. Se você fizer movimentos circulares nas pernas, por exemplo, fará com que os seus vasos sanguíneos se abram mais, evitando entupimento.


Alguns minutos de massagem por dia são eficientes para esse fim. Foque mais na panturrilha, que é o local em que mais costumam aparecer as varizes.


Um massageador também ajuda a diminuir edemas pelo mesmo motivo. O efeito da massagem faz com que o sangue circule livremente e de forma mais homogênea, melhorando o seu fluxo e diminuindo varizes e inchaços.


Diminuem dores musculares
A contração muscular é uma das maiores queixas das dores musculares. Fazer massagens ajuda a relaxar os músculos e tendões, deixando você muito mais descontraído.


Você pode ainda comprar um massageador com função infravermelho, que além de massagear, produz calor no local. Isso ajuda ainda mais a diminuir as contrações e inflamações nas regiões afetadas, além disso temos esteira massageadora para alivio das dores e massagens em todo o corpo.


Ter um massageador e fazer esse tipo de massagem com regularidade evita lesões, principalmente se você pratica exercício físico. Para quem fica muitas horas sentado ou na mesma posição, um massageador pode ser crucial no bem-estar físico.


Com uma simples massagem você diminui tensões e rigidez localizada, evitando contraturas musculares, por exemplo. Não é à toa que a massagem faz parte dos tratamentos de fisioterapia.

Principais Campeonatos de SURF

Saiba mais sobre as principais competições de surf do mundo

Depois de os brasileiros Gabriel Medina e Adriano de Souza ganharem o título de uma das principais competições de surf do mundo, o esporte ganhou ainda mais força no Brasil. Os brasileiros se interessaram mais pela modalidade, mobilizando-se para assistir aos campeonatos e entender mais sobre o assunto.

Foi pensando nisso que criamos uma lista das competições que roubam a atenção de qualquer apaixonado pelo surf. Continue lendo para conhecer algumas!

Championship Tour WSL (World Surf League)

A antiga ASP (Association of Surfing Professionals) é hoje a WSL (World Surf League) — é a organizadora do campeonato de surf mais famoso da atualidade, o Championship Tour, também conhecido como CT. E não é para menos, já que os competidores precisam pegar muita onda para surfar na principal categoria do WSL. Além disso, ela é a responsável por outras diversas competições que acontecem por meio de etapas em vários países do mundo.

Para você ter uma noção da força da competição, o troféu desse evento é o mais sonhado pelos principais surfistas do mundo, pois é o que garante mais visibilidade e reconhecimento. O campeonato conta hoje com uma competição masculina e uma feminina de elite, uma divisão de acesso (Qualification Series (QS)) e ainda o Pro Junior Longboard.

Fiji Pro

fiji

O Fiji Pro acontece na ilha de Fiji e é uma das etapas da WSL. Famosa por suas ondas grandes e tubulares, a etapa promove baterias perfeitas e uma competição acirrada. Como as ondas são altas e se formam de uma maneira praticamente perfeita, a performance dos surfistas geralmente é bem superior nessa etapa.

Para deixar a competição ainda mais emocionante, o arquipélago de Fiji conta também com uma bancada de corais afiados, que marcam alguns competidores para sempre.

Kelly Slater, a lenda do surf, é o principal campeão dessa etapa, e já levou o título 5 vezes para casa. O brasileiro Gabriel Medina também costuma se sair bem e já se consagrou como campeão 2 vezes.

Billabong Pipeline Masters

Pipeline Masters

O Pipa Masters é outro dos principais campeonatos de surf. Ele acontece na praia de Pipeline, que fica na ilha de Oahu, no Havaí. A competição também faz parte do WSL, sendo uma das etapas mais importantes, já que é a última. Ou seja, na maioria dos anos, é nesse lugar que o campeão do campeonato é coroado. E tudo isso acontece em meio às belezas e ao clima maravilhoso das praias havaianas.

Os americanos ainda são os principais ganhadores dessa fase, mas, no ano de 2015, o brasileiro Adriano de Souza foi campeão da etapa e se consagrou como campeão de toda competição também.

Billabong Pro Teahupoo

Teahupoo

O Pro Teahupoo é outro evento organizado pela World Surf League. Nessa etapa, acontece no Taiti, a principal ilha da Polinésia Francesa. Assim como as outras fases da WSL, ela vale 10.000 pontos no ranking mundial.

A etapa faz parte do campeonato desde 1997 e o principal campeão também é Kelly Slater, que já ficou em primeiro lugar por 4 vezes.

Eddie Would Go

eddie-would-go

Criado em 1987, o Eddie Would Go é um dos principais campeonatos de ondas gigantes do surf. Ele acontece em Waimea, no Havaí e, até hoje, apenas 7 surfistas saíram de tubos de mais de 20 pés. Impressionante, não é? O evento acontece apenas em ocasiões especiais, ou seja, não tem uma periodicidade definida.

Como pudemos observar, a prática de surf vem conquistando cada vez mais adeptos em todo o mundo — e não é diferente no Brasil. A revista eletrônica Click Surf cobre todos os eventos. Um reflexo disso é a etapa do Mundial de Surf disputada no nosso país (mais especificamente no Rio de Janeiro), um evento que mobiliza a participação de muitos brasileiros.

Agora que você conhece as principais competições de surf do mundo, percebeu a força que o esporte tem nos mais diversos lugares, não é? Ajude os seus amigos a também entenderem mais sobre o assunto. Compartilhe o artigo nas suas redes sociais!